*férias...

... quase, quase a chegar [a foto é das férias do ano passado]... de 12 a 26 de Setembro a loja/atelier Design com texto® estará encerrada para férias [poderão contactar-nos por e-mail, assim que possível daremos resposta às vossas questões e encomendas].

Nas leituras diárias, um pequeno artigo publicado num jornal de Vila do Conde... interessante para partilhar e reflectir...

O ARTESANATO NÃO É UM “ENTRETÉM”

"Antes de explicar o que me levou a escrever este texto apresento-me. Chamo-me António Adauta, sou Artesão reconhecido, e desde há 19 anos que trabalho a tempo inteiro em Artesanato. Tive a ideia de adaptar os desenhos de mosaicos de Conímbriga para Quadros a ponto de Arraiolos. Utilizando materiais de reduzidas dimensões (linha de algodão e quadrilé) projectei e manufacturei, sempre com o Ponto de Arraiolos, Quadros que podem ser exibidos numa parede.

Actualmente ainda existe a ideia estereotipada de que o Artesanato é “produção” de pecinhas baratuchas e popularuchas que os habitantes do interior rural manufacturam, para ocupar as longas noites de Inverno, depois de um dia passado na lavoura, uma vez que não têm mais nada com que se entreter.Tal dedução vem a propósito de comentários que costumo ouvir nos locais onde exponho os meus Quadros, como por exemplo:

- Então... é com isto que o senhor se entretém?

- Não. Artesanato não é um entretenimento. Pelo contrário, é um emprego como outro qualquer, que me ocupa oito e mais horas por dia, demorando três semanas a manufacturar o Quadro mais pequeno, enquanto que o maior demora três meses. Estes Quadros requereram um trabalho minucioso de pesquisa. Só para elaborar os riscos e manufacturar os protótipos demorei três anos.

O artesanato não é um entretenimento. É a produção de peças de arte de baixo número de exemplares e até peças únicas, todas elas assinadas, responsabilizando-nos assim pela sua qualidade. É a verdadeira venda directa do produtor ao consumidor que realizamos, quer nas nossas oficinas, quer nas Feiras de Artesanato que fazemos por este País fora e às vezes, no estrangeiro.

O artesanato não é um entretenimento. É a manufactura de peças de arte por artífices segundo tradições que vêm da noite dos tempos. É a descoberta de artes e ofícios, com novos materiais, novas técnicas, outros design, que irão conquistar o seu espaço nos tempos futuros.

O artesanato não é um entretenimento. É o sábio aproveitamento dos recursos naturais utilizando matérias-primas que, ás vezes, acompanhamos desde a sua sementeira. É uma paixão, uma filosofia de vida, é a feitura de peças de arte com as nossas mãos, com métodos amigos do ambiente.

O artesanato não é um entretenimento. É uma actividade económica realizada por micro e pequenas empresas, principais catalisadoras da economia Portuguesa e mesmo Europeia." [António Adauta]

12 comentários:

Rita Pinheiro disse...

Muito bom texto!!!
Boas férias Elisa :)

ritacor disse...

Elisa, obrigada por partilhares este texto tão interessante.
Boas férias :)

elisa arnaud disse...

Obrigada!

Achei o texto bastante interessante pela forma clara e simples como aborada e explica esta questão, nem sempre fácil de transmitir.

Marta Mourão disse...

Boas férias Elisa!

Fios de Linha disse...

A este texto acrescento
este MANIFESTO
http://naulilaluisdesign.blogspot.com/2009/07/design-is-not-charity-manifesto-quem.html
Boas férias, Elisa:)

elisa arnaud disse...

Sim, Maria José, já li também e concordo... e vemo-nos em breve!

Obrigada Marta!

Virgínia disse...

Estas confissões são mais importantes do que pensamos! Quantos sentem o mesmo que este artesão e não o coseguem dizer!

Fiz um link para aqui no meu blog, espero que não te importes...

tarapatices disse...

Muito bom, mesmo, gostei!

Sandra

miriam disse...

enfim... enquanto as mentalidades não mudarem... :s

fios de linha, concordava totalmente com esse manifesto até ao momento em que vi a designer participar numa outra exposição da experimenta e ir ao jantar :s ou é ou não é! ;)

Atelier da Petra disse...

Até que enfim vejo alguem conseguir fazer uma descrição fiel ao que fazemos, eu própria nunca consegui...
Obrigada.

António Adauta disse...

Bom dia.
Chamo-me António Adauta e sou o autor do artigo “ O artesanato não é um entretém”. Venho agradecer a divulgação do texto no seu blog e convidar a visitar o meu blog: http://antonioadauta.wordpress.com/onde poderá conhecer melhor o meu trabalho de artesão.

Luísa Neto disse...

Parabéns pelo seu blog com tão bom gosto. Já sou sua seguidora. Gostaria que retribuisse no meu blog a sua participação:
http://confiarte.blogspot.com

Com amizade
Luísa Neto

older posts...

Simplesmente Branco - fornecedor selecionado